Com o objetivo de concluir a construção do Centro Comunitário que leva o nome de Irmã Dulce, a comunidade de BNH promoveu neste domingo, 14/12, uma feijoada beneficente ao som de Cristiane voz e violão.

Feijoada beneficente, Pe. Benedito com Tiago e coroinha.
Feijoada beneficente em prol do Centro Comunitário Irmã Dulce.
Feijoada beneficente, a comunidade abraçou a causa.
Feijoada beneficente, Cristiane e músicos
Feijoada beneficente
Feijoada beneficente
Feijoada beneficente
Feijoada beneficente, turma da cozinha (Tania e Lucinha - Catequistas)


Na manhã do último domingo, 14 de dezembro, o grupo de jovens vicentinos Imaculada Conceição, promoveram uma assembleia no salão do Centro Social em Remanso-BA. A Assembleia teve a participação das conferencias de São José, Nossa Senhora do Rosário, São Francisco de Assis e Coração de Jesus.

O palestrante do encontro foi o jovem Tiago da Silva que trabalhou muito bem o tema: Missionários na Caridade.

Para a jovem vicentina Luana Bacelar "o momento do deserto foi propicio para fazer uma pequena reflexão sobre as realizações que fizemos ao decorrer desse ano e quais dificuldades que nós Vicentinos encontramos ao longo do caminho".


O encontro terminou com uma apresentação, a qual deixou-nos uma mensagem para refletirmos sobre o verdadeiro significado do Natal. Depois com as orações finais e após um momento de confraternização com lanche.



PASCOM-Remanso, com fotos e informações de Michel Campinho.
O encontro aconteceu na sexta-feira, 05/12, com a presença de 63 pessoas representando 44 comunidades.

Este, que foi o 4º encontro do ano, teve como motivação o convite para viver o Advento em preparação para a celebração do Natal do Senhor Jesus, que este ano nos traz como tema “A vida em forma de criança”.

Na avaliação, como é de costume, os animadores apontaram como positivo os encontros do Mês da Bíblia; a visita da Imagem peregrina de Nossa Senhora do Rosário, nossa padroeira, às famílias das comunidades; a Romaria do Povo de Deus; os encontros do Terço dos homens; Festa dos Padroeiros, respectivos; a realização de casamentos, batizados e celebração de 1ª Eucaristia e Crisma.

Os animadores destacaram, ainda, como desafio para o ano vindouro, melhorar a participação e engajamento dos membros da comunidade, com atenção especial para os homens e jovens.







PASCOM-Remanso, fotos e colaboração: equipe de CEB’s

Com o objetivo de suprir a geração de energia para os dois principais canais (Eixo Norte e Eixo Leste) da transposição das águas do rio São Francisco, o projeto de construção de duas novas usinas hidrelétricas na região do Submédio São Francisco ganhou força na pauta da última reunião do ano de 2014 da Câmara Consultiva Regional do Submédio São Francisco, instância colegiada do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF. A reunião foi realizada na manhã de ontem (03.12), em Salgueiro (PE).

As barragens de Riacho Seco (240 megawatts), no município baiano do Curaçá, e de Pedra Branca (320 megawatts), em Orocó, Pernambuco, caso sejam efetivamente construídas, realocarão aproximadamente 12 mil habitantes dos dois estados nordestinos, causando um extremo impacto social e ambiental na região. “Se saírem do papel, as represas inundarão áreas de diversas comunidades, ilhas e assentamentos. Prejudicar a vida de milhares de pessoas para gerar apenas 560 megawatts de energia?”, indagou o membro titular do CBHSF, Almacks Luiz, durante a palestra feita aos moradores e autoridades locais de Salgueiro (PE), um dos municípios beneficiados com as obras da transposição.

O drama será similar aos das populações das cidades de Remanso, Casa Nova, Sento Sé e Pilão Arcado, todos na Bahia, alagadas pelas águas de Sobradinho, na década de 70. Os estudos indicam ainda que as águas represadas por essas duas novas barragens atingirão comunidades de Abaré, Curaçá e Juazeiro, na Bahia; Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, Orocó e Cabrobó, em Pernambuco. Essa foi a segunda vez que o membro titular do CBHSF alertou sobre os perigos da construção das barragens. A primeira aconteceu em agosto de 2014, na reunião da câmara realizada em Curaçá (BA).

Almacks Luiz defendeu em sua fala que, caso não se pense na revitalização do Velho Chico, não haverá água para abastecer as obras da transposição, inviabilizando o projeto que prevê a garantia de água até 2015 para cerca de 12 milhões de pessoas dos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. “O Comitê não é contra a transposição, o comitê é a favor da revitalização. Para podermos colocar água no rio, precisamos cuidar do nosso Velho Chico. Se hoje tivéssemos a transposição pronta, não teríamos água para jorrar, nem energia para gerar”, denunciou, em alusão à situação crítica que o Velho Chico vive diante da prolongada seca que castiga toda a bacia hidrográfica.

Para ele, repensar a mudança energética da bacia é um ponto crucial que ajudará na diminuição da demanda pelo consumo das águas são-franciscanas. “Utilizar a oferta da energia eólica do rio São Francisco, a exemplo dos parques de Jacobina, Juazeiro, Casa Nova ou Morro do Chapéu, todos municípios localizados no estado da Bahia, vai gerar duas vezes ou até mais o que se prevê que as duas novas usinas hidrelétricas produzirão”, disse, em referência ao fato de 90% da geração de energia do Nordeste ser proveniente das águas armazenadas nas hidrelétricas do São Francisco.





Imagem da Internet 
Texto: Assessoria de Comunicação do CBHSF

A Pastoral do Batismo realizou na manhã deste domingo, 30 de novembro, na Comunidade Canaã, um encontro para orientar pais e padrinhos sobre o Batismo, sacramento inicial da vida cristã.


O encontro foi bastante participativo e reflexivo com leituras bíblicas, orientações e depoimentos dos participantes. 
"A verdade se impõe; a verdade ilumina; a verdade liberta. Um filme sobre Irmã Dulce só teria sentido se fosse expressão da verdade de sua vida. Não fosse verdadeiro, os primeiros a criticá-lo seriam os que a conheceram", relatou o arcebispo de Salvador (BA) e Primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, sobre longa metragem "Irmã Dulce".
 
Bianca Comparato em cena de 'Irmã Dulce', de Vicente Amorim; a atriz interpreta a religiosa na juventude (Foto: Ique Esteves/Divulgação)
O lançamento do primeiro filme sobre a vida e missão da religiosa, Irmã Dulce, acontece no próximo dia 27 de novembro. No dia 13, o longa já entrou em cartaz nas regiões Norte e Nordeste do país. Confira trechos.

O filme retrata com fidelidade e verdade o testemunho cristão da freira beatificada em 10 de dezembro de 2010, pelo papa Bento XVI, em Salvador. A beata recebeu o título de Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo o dia 13 de agosto como data oficial de celebração de sua festa litúrgica.

Produção

Com direção de Vicente Amorim, roteiro de Anna Muylaert e L.G. Bayão, além da produção assinada por Iafa Britz, o longa-metragem, filmado em Salvador, mostra momentos marcantes da trajetória da beata.


O longa destaca o cuidado e o relacionamento de "mãe e filho" entre a freira e João, um menino pobre que  pede abrigo à irmã após a família ser retirada de casa. Na infância e na vida adulta dele, Irmã Dulce o salva duas vezes da morte: retirando-o do ônibus após acidente em frente ao convento e quando criminosos o ameaçam de morte por conta de uma dívida.


Pascom-Remanso, com informações do portal da CNBB


ARTIGOS