CNBB divulga nota sobre a reforma da previdência

17:01 - Não comentado

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 23/03, a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil condena a PEC 287/2016, que trata da Reforma da Previdência.

A nota começa lembrando a Constituição Federal em seu artigo 6º, que estabeleceu que a Previdência é um Direito Social dos brasileiros e brasileiras”. Ressalta, ainda, que “os Direitos Sociais no Brasil foram conquistados com intensa participação democrática” e “qualquer ameaça a eles merece imediato repúdio”.

Questiona os números apresentados pelo Governo Federal (ilegítimo e golpista, diga-se de passagem) sobre o tal déficit da previdência. Nenhuma discussão sobre a necessidade de equilibrar esse déficit pode desconsiderar valores ético-sociais e solidários. Porém, conforme a entidade que representa os Bispos católicos, “na justificativa da PEC 287/2016 não existe nenhuma referência a esses valores, reduzindo a Previdência a uma questão econômica”.

Essa proposta de emenda constitucional escolheu o caminho da exclusão social, afirma taxativamente a nota, “ao propor uma idade única de 65 anos para homens e mulheres”; “ao acabar com a aposentadoria especial para trabalhadores rurais”; “ao comprometer a assistência aos segurados especiais”; “ao reduzir o valor da pensão para viúvas e viúvos” e “ao desvincular o salário mínimo como referência para o pagamento do BPC”.

Por fim, a nota da CNBB é clara ao dizer que se faz necessário “auditar a dívida pública, taxar rendimentos das instituições financeiras, rever a desoneração de exportação de commodities, identificar e cobrar os devedores da Previdência” tendo em vista a ampliação dos recursos que seriam utilizados no financiamento da Previdência Social.

Para impedir que a reforma seja aprovada só há um caminho: a mobilização de cristãos e pessoas de boa vontade “ao redor da atual Reforma da Previdência, a fim de buscar o melhor para o nosso povo, principalmente os mais fragilizados”.

Para conferir a íntegra da nota é só clicar aqui





Manifestação contra a reforma da previdência e o Governo Temer agita a manhã de Remanso

19:01 - Não comentado

A quarta-feira, 15/03, foi marcada por várias manifestações organizadas por trabalhadores e trabalhadoras, estudantes e demais organizações da sociedade civil contra a PEC 287 proposta pelo governo ilegítimo e golpista de Michel Temer.

Essa proposta de emenda constitucional quer mudar a Previdência Social, ferindo e abolindo os direitos duramente conquistados pela classe trabalhadora. Propõe, dentre outras insanidades, aumentar o tempo de contribuição para garantir a aposentadoria com salário integral de 30 anos para mulher e 35 anos para o homem para 49 anos de contribuição para ambos os sexos, aumentar a idade mínima de aposentadoria para 65 anos também para ambos os sexos, atingindo os trabalhadores tanto do meio urbano, quanto do meio rural.

O objetivo maior de todas essas medidas é enfraquecer a Previdência Social em favor dos interesses dos planos privados de previdência. Ora, como será praticamente impossível uma pessoa se aposentar com salário integral, ela terá que contratar um plano privado. Porém, como nem todas as pessoas têm condições de assiná-lo, os menos favorecidos serão os mais prejudicados com essa reforma.

Essas manifestações que ocorrem em todo Brasil chegaram a Remanso/BA. Aqui, estudantes, professores, sindicalistas, ONGs que trabalham a convivência com o semiárido, pescadores e pescadoras, paróquia, grupos de capoeira e classe trabalhadora do campo e da cidade promoveram um protesto contra o governo golpista de Michel Temer e a Reforma da Previdência na manhã do dia 20/03/17. Foi muito bonito ver a intensa e forte presença dos jovens estudantes: uma verdadeira aula prática de política e cidadania.

Padre José Benedito Rosa, falando em nome da paróquia Nossa Senhora do Rosário, disse que “a Reforma da Previdência é desumana e desrespeita os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”. Já para Terezinha, trabalhadora da área da saúde, a única maneira de impedir que a Reforma da Previdência seja aprovada é o povo indo para as ruas para protestar, exigindo a saída imediata de Michel Temer da presidência do Brasil.

Foi neste clima de revolta contra um governo insensível com as demandas da classe trabalhadora que teve início a concentração dos manifestantes às 08h00minh na Praça Manoel Firmo Ribeiro. Foram oferecidos espaços de fala para quem quisesse se manifestar.

O advogado Arthur, membro da direção municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), lembrou que uma das categorias mais prejudicadas com a eventual aprovação dessa reforma é a dos pescadores e pescadores, bem como a dos professores. E mais: essa reforma, como está sendo proposta, atenta contra os direitos dos menos favorecidos.

João Neto, vice-prefeito pelo PT, afirmou que enquanto a luta do movimento sindical é no sentido de ampliar direitos, a PEC 287 quer tirar direitos. Para ele, as mulheres serão as mais prejudicadas, assim como os trabalhadores e trabalhadoras do meio rural.

Beronice, presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Remanso (STR), lembrou que a proposta de Reforma da Previdência não foi discutida com os trabalhadores.

Márcio Garcia como representante dos estudantes dos colégios estaduais Reitor Edgar Santos e Olímpio Campinho reforçou que eles apoiam a manifestação e que são contra a Reforma da Previdência, “que vem para coibir os trabalhadores, para escraviza-los”.

Didi, vereador pelo PC do B, acredita que esta é a primeira de várias outras manifestações que irão acontecer em Remanso.

Professora Rivânia, coordenadora da APLB, Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, tranquilizou os profissionais em educação sobre a legalidade e legitimidade da greve. (Alguns professores de Remanso aderiram à greve de dez dias proposta pela APLB em toda a Bahia, atendendo uma resolução da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – votada no último congresso realizado pela entidade). 

Após as falas, foi feita uma caminhada em torno do Mercado Municipal, onde foram expostas bandeiras e faixas com palavras e frases de ordem.
  



PASCOM-Remanso, Fotos: Ivan Ferreira



Ações e Projetos do Irpaa são apresentados para Padres da Diocese de Juazeiro

09:41 - Não comentado
Os trabalhos, ações e projetos em defesa da Convivência com Semiárido com base nas experiências de produção apropriadas ao clima da região, desenvolvidos pelo Irpaa há 27 anos, foram apresentados no último dia 06 desse mês para 28 padres que compõem a Diocese de Juazeiro, durante um encontro com esses religiosos no Centro de Treinamento em Carnaíba do Sertão. Estes mesmos trabalhos já haviam sido expostos e discutidos pela equipe do Irpaa há alguns dias com o bispo Dom Beto, que achou a proposta muito interessante e solicitou a apresentação para os padres.

Durante a exposição, os padres tiveram a oportunidade de conhecer não somente o trabalho de fortalecimento da produção agropecuária familiar desenvolvido pelo Irpaa, a partir das potencialidades produtivas locais, mas também, os desafios que as populações do sertão encontram para assegurar acesso às fontes de água e a terra em tamanho apropriado. As lutas e desafios das comunidades que vivem nas áreas de Caatinga e que fazem a preservação do bioma, especialmente nos fundos de pastos, também estiveram na apresentação que contou ainda com a exposição da importância da educação voltada para a realidade do Semiárido e de um modelo de comunicação que valorize as experiências do povo dessa região.

O Coordenador Geral do Irpaa, Cícero Félix, lembrou que o trabalho da instituição teve como base, algumas comunidades de paróquias da Diocese, e que o bispo Dom José Rodrigues, presidente fundador do Irpaa, deu importantes passos em defesa da proposta da Convivência com Semiárido quando dentre tantas ações, incentivou campanhas para construção de cisternas em toda a Diocese. Cicero expôs ainda um pouco da dinâmica de trabalho da instituição e de sua parceria com outras organizações sociais e com a própria igreja.

No final da apresentação, todos foram convidados a degustar produtos típicos da região como queijo de cabra, sucos e doces de umbu dentre outros alimentos vindos de regiões e comunidades que Irpaa atua ao longo dos anos.

Alguns padres de cidades e paróquias que conhecem bem o trabalho do Irpaa, demonstraram interesse em estreitar mais ainda a parceria na intenção de ampliar o trabalho da instituição para que haja um maior apoio de agentes e religiosos que possam contribuir bastante com a implementação da Convivência com Semiárido em favor das famílias do campo e da cidade em toda a Diocese.

PASCOM-Remanso. Texto: Comunicação Irpaa / Foto Eixo Terra




Paróquia de Remanso divulga roteiro da Via Sacra

18:46 - Não comentado

A Igreja vive nestes dias o tempo da Quaresma, preparando-se para a celebração da Páscoa de Jesus. É um tempo em que cada cristão e cristã é convocado a voltar-se para Deus num gesto de conversão pessoal e comunitária. Segundo o Papa Francisco, a Quaresma "é o caminho do Povo de Deus em direção à Páscoa, um caminho de conversão, de luta contra o mal com as armas da oração, do jejum, das obras de caridade". 

Durante estes quarenta dias que antecedem a Semana Santa, são realizadas as Vias Sacras, onde os católicos têm a oportunidade de fazer memória da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. 

No Brasil, todos os anos a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança, no dia da Quarta Feira de Cinzas, a Campanha da Fraternidade,  que é caminho de conversão quaresmal e itinerário do cultivo e do cuidado comunitário e social. Neste ano de 2017, o tema da CF é Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida e o lema: Cuidar e guardar a criação

Tanto o tema, quanto o lema da Campanha da Fraternidade são refletidos durante as vias sacras.


A seguir, você confere o roteiro das vias sacras da paróquia Nossa Senhora do Rosário. 


DATA
INICIO (19:30h)
GRUPOS RESPONSÁVEIS
APOIO
1ª VIA-SACRA
03/03/2017
Igreja Matriz
Ministros Ord. da Eucaristia
Comissão da Juventude
Pastoral do Dízimo
Terço dos Homens (Centro S. Família)
Coral da Família
Coord. Ministros da Eucaristia
Coord. dos grupos envolvidos
2ª VIA-SACRA
10/03/2017
Praça do BNH
Centro São Vicente
Centro Irmã Dulce
Catequistas
Vicentinos
Alcoólatras Anônimos (AA)
Coral (Ana Paula)
Coord. Centro São Vicente
Coord. dos grupos envolvidos
3ª VIA-SACRA
17/03/2017
Centro Madre Cabrini
ECC
Coral da Família
Terço dos Homens (Mãe do Rosário)
Centro Madre Cabrini
Coord. Centro Madre Cabrini
Coord. dos grupos envolvidos
4ª VIA-SACRA
24/03/2017
Entrada da Vila Santana
Vila Santana
Carismáticos
Pastoral do Batismo
Pastoral Carcerária
Coral Unidos pela Fé
Coord. Vila Santana
Coord. dos grupos envolvidos
5ª VIA-SACRA
31/03/2017
Colônia dos Pescadores
Centro Imaculado Coração de Maria
Pastoral da Criança
Pastoral da Pessoa Idosa
Legionárias
Creche São José
Centro São Leão Magno
Coral Revivendo em Cristo
Coord. Pastoral da Criança
Coord. dos grupos envolvidos
6ª VIA-SACRA
07/04/2017
Rodoviária
Centro S. Coração de Jesus
Grupo Recepção
Coroinhas
Grupo de Jovens Vicentino
Coral Revivendo em Cristo
Coord. do Grupo Coroinhas
Coord. dos grupos envolvidos
7ª VIA-SACRA
14/04/2017
Igreja Matriz
Pastoral Litúrgica
Coral Santa Cecília
Rosário Permanente
Coord. da Pastoral Litúrgica
Coord. dos grupos envolvidos

PASCOM-Remanso
Imagem da internet


Tema e lema da Campanha da Fraternidade 2017

08:37 - Não comentado

Foi definido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) o tema e o lema da Campanha da Fraternidade 2017. A CF 2017 deste ano será sobre: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, tendo como lema “Cultivar e guardar a Criação”.

O assunto para definir a criação do tema e do lema foi discutido em uma das reuniões do Grupo de Assessores (GA) d CNBB, que foi realizada no dia 2 de maio deste ano.

Ainda sobre a Campanha da Fraternidade de 2017, o secretário-adjunto da pastoral, o Padre Antônio Catelan, explicou que na reunião que teve, o grupo teve a oportunidade de fazer o primeiro estudo sobre o texto da CF 2017. “Em geral, o texto que é apresentado, passa por várias revisões e esse é o primeiro contato feito por nós”, afirmou o Padre Antônio.

Para definir o tema e o lema da Campanha da Fraternidade de 2017, os assessores se dividiram em sete grupos, sendo seis grupo destinados a estudar os seis biomas brasileiros e um grupo trabalho o tema da CF 2017.

Acesse http://www.campanhadafraternidade2017.com.br/ e saiba tudo sobre a C.F/2017.


PASCOM-Remanso






Encontro de comunicadores reúne representantes das paróquias da Diocese de Juazeiro

18:40 - Não comentado

Com o objetivo de fortalecer a evangelização pelos meios de comunicação e mídias digitais, a equipe diocesana da Pastoral da Comunicação (Pascom) realizou neste domingo, 19, um encontro para coordenadores paroquiais. A reunião aconteceu no Centro Diocesano de Pastoral, no centro de Juazeiro, das 8h ao meio dia.

Durante o encontro foram realizados momentos formativos, de debate, exibição de vídeo e troca de experiências. Também foram elencadas as prioridades para a Pascom no ano de 2017 e o calendário de atividades da equipe.

Representantes de várias paróquias da Diocese estavam presentes no encontro e partilharam o que realizam em suas realidades: programas de rádio, blogs, mídias sociais e contato com a imprensa local.

"Precisamos anunciar o evangelho de cima dos telhados. Através da comunicação levamos a Boa Notícia do Evangelho e uma cultura de paz para a sociedade", ressaltou Meire Souza, estudante de jornalismo e uma das participantes do encontro.

Atualmente, a equipe diocesana da Pascom conta com jornalistas, publicitário, fotógrafos e comunicadores populares. O trabalho voluntário visa levar a evangelização com um rosto diocesano para a região, partilhando a riqueza das diversas comunidades, grupos e expressões da Igreja local.

Texto: Mirrail Menezes
Fotos: Lucas e Gleidson Orlando




Paróquia de Remanso realiza Assembleia Paroquial 2017

18:31 - Não comentado

Aconteceu entre os dias 15 e 17 de fevereiro a Assembleia Paroquial, com o objetivo de iniciar o estudo sobre o tema da Campanha da Fraternidade de 2017, de apresentar as prioridades e atividades delineadas na Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada no mês de novembro do ano de 2016, e de definir ações que devem ser trabalhadas na paróquia de Remanso neste ano, tendo em vista a CF 2017. Por fim, o padre José Benedito falou sobre o Conselho Paroquial, cujos membros serão eleitos levando em consideração as várias representações da paróquia Nossa Senhora do Rosário manifestadas em suas pastorais, movimentos e comunidades.

No primeiro dia, Hérbet Fabiano, colaborador da Pastoral da Comunicação de Remanso (PASCOM), expôs os objetivos da Campanha da Fraternidade. Em primeiro lugar, ele lembrou o motivo pelo qual a CNBB, todos os anos, propõe a reflexão e a prática da campanha durante o período da Quaresma. A apresentação do texto-base da CF 2017 diz: “todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão quaresmal, como itinerário do cultivo e do cuidado comunitário e social”. Dessa forma, refletir o tema da campanha e comprometer-se em cumprir seus objetivos específicos é uma oportunidade de fortalecer a fé no Deus da Vida, praticando os valores da Boa-Nova anunciada por Jesus Cristo, sobretudo no tempo da Quaresma, tempo que convoca à conversão.

Neste ano, a o tema da CF é Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida e o lema: Cuidar e guardar a criação. Seu objetivo geral consiste em: “cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”.

Após a exposição do objetivo geral e dos objetivos específicos da CF 2017, o colaborador da ONG Serviços de Assessoria a Organizações Populares Rurais (SASOP), Marcos, falou sobre os biomas brasileiros, especialmente da caatinga. Lembrou que “o Brasil ainda possui uma grande biodiversidade”, porém devemos cuidar dela, pois ela vem sofrendo um constante processo de degradação. “A biodiversidade pode ser qualificada pela diversidade em ecossistemas, em espécies, em endemismos e em patrimônio genético”, afirmou o colaborador do SASOP.

A caatinga ocupa em torno de 13% do território do Brasil. Nela existem várias espécies de animais e plantas que lhe são exclusivas, como, por exemplo, o umbuzeiro. É uma região que chove em média 700 mm por ano, ou seja, é uma região marcada por pouca chuva e, principalmente, pela irregularidade das chuvas.

Marcos destacou que para viver bem no semiárido é preciso, antes de tudo, conhecer as características da região. Por fim, convidou a todos a fazerem uma avaliação do que se é consumido nos supermercados, pois muitos desses produtos são provenientes do agronegócio, que cultiva os alimentos sem a preocupação com a preservação do meio ambiente.

No segundo dia de assembleia, o colaborador da Pascom de Remanso e membro do Conselho Diocesano de Pastoral (CDP), Marcos Paulo, apresentou as prioridades e atividades, assumidas em nível diocesano na última Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada entre os dias 04 e 06 de novembro de 2016 (ver aqui).

Após a apresentação das prioridades e atividades da Diocese de Juazeiro, foi proposta a realização de uma atividade em grupo, onde cada um discutiria e apresentaria duas ações para serem trabalhadas neste ano junto à comunidade de Remanso, à luz do tema da Campanha da Fraternidade.  Foram essas as ações apresentadas por cada grupo:

a)                          Juazeiro: - Buscar caminhos para inserir mais pessoas nos grupos da Igreja; - Uma vez no mês, pelo menos, ter um estudo sobre a Doutrina Social da Igreja (DSI); - Trabalhar as prioridades nos vários espaços em que as pessoas estão inseridas.

b)                          Caroá: - Reativar os grupos de jovens, através de encontros (encontrões) que envolvam a participação de várias entidades da cidade (por exemplo, aquelas que trabalham com a prevenção e tratamento de pessoas vítimas das drogas); - Plantar sementes em espaços do município (zona urbana e zona rural).

c)                           Xique-Xique: - Modificar o roteiro das Vias Sacras, contextualizando-o com o nosso bioma (caatinga); - Fazer trabalhos de conscientização junto à população.

d)                          Umbuzeiro: - Ação comunitária (Dia D) de limpeza e preservação das margens do Rio São Francisco (também com plantio de árvores); - Montar stands, durante os eventos que acontecem no município, para distribuir sementes; - Formar uma equipe responsável pela produção de material sobre a preservação do meio ambiente e que seria distribuído nas escolas;

e)                          Palma: - Reativar a Pastoral da Visitação, realizando visitas às famílias, onde seria feita a conscientização das pessoas sobre a preservação do meio ambiente e o saneamento básico; - Incentivar o reflorestamento em vários espaços da cidade.

f)                            Aroeira: - Mobilização pelo Dia D para atingir vários públicos (escolas e entidades) pela preservação das margens do Rio São Francisco; - Plantar uma árvore na Prainha; - Criação de um site para denúncia sobre o mau uso da água e degradação do meio ambiente.

Diante dessas ações foram feitas as seguintes observações: plantar e replantar sementes de plantas do bioma caatinga nos vários bairros da cidade é uma ação positiva, porém possui limites, pois muitas vezes as sementes são plantadas e, posteriormente, abandonadas.  Por isso, precisaria, antes de tudo, um trabalho de conscientização junto à população, mostrando que ela tem o dever de assumir a responsabilidade de cuidar dessas sementes que serão plantadas. Esse projeto, para ter êxito, exigiria a participação dos vários grupos da paróquia, outras igrejas, membros de outras religiões, grupos da sociedade civil e dos poderes públicos. A ação e a articulação desses grupos seriam feitas por uma equipe.

Levantadas essas observações, foi montada uma equipe com a incumbência de discutir as atividades de conscientização ambiental e a articulação dos grupos que ajudariam na realização do trabalho de plantio das sementes. A equipe é composta por: Edson, Alex Gonçalves, Rosana e Lize.


Além dessa equipe, foram montadas mais duas para trabalhar as prioridades Juventudes e Doutrina Social da Igreja nos próximos três anos na paróquia Nossa Senhora do Rosário de Remanso. A primeira é composta por: Railson, Alessandro, Rosana e Tiago e a segunda por: Alex Gonçalves, Marcos Paulo e Hérbet Fabiano. Já o trabalho da equipe da Via Sacra deverá, quando necessário, fazer algumas modificações no roteiro da Via Sacra, contextualizando-o com o nosso bioma (caatinga).




Com informações PASCOM



Boletim informativo

Cadastre-se agora para receber as últimas notícias de nosso site!

Powered by Blogger.
back to top