O bispo auxiliar de Belo Horizonte e presidente da Comissão da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, enviou uma Carta de Apoio ao Plebiscito Constituinte na tarde deste sábado, 9 de agosto. A Carta foi lida durante a IV Plenária Nacional do Plebiscito Constituinte, que reúne representantes de 25 estados que constroem a campanha nacionalmente.

Leia Carta na íntegra:

"Belo Horizonte, 8 de agosto de 2014

Prezados irmãos e participantes da Plenária Nacional dos Movimentos Sociais.

É com alegria que, por esta mensagem, como presidente da Comissão da CNBB que acompanha a Reforma Política, saúdo a todos os participantes da Plenária Nacional dos Movimentos Sociais reunidos em São Paulo. Os Movimentos Sociais são um eficiente termômetro da participação popular imprescindível à condução do Brasil pelas estradas da justiça e da paz, da vida digna para todos, da partilha dos frutos do desenvolvimento sustentável, da democracia e da liberdade, do respeito à diversidade e aos princípios éticos. É desnecessário lembrar que os Movimentos Sociais só cumprem seu nobre papel e executam suas árduas tarefas, se conseguirem praticar a arte da unidade naquilo que é essencial e se souberem colocar à frente o interesse comum, a comunidade brasileira. A ferramenta de trabalho, ao alcance de todos, é o diálogo permanente entre os múltiplos movimentos, que alimenta a esperança das conquistas sonhadas.

Estou certo que hoje somos todos desafiados a melhorar o Brasil em todos os aspectos, não obstante os reconhecidos avanços já conquistados. Isto exige um hercúleo esforço para melhorarmos nossa linguagem e formas de comunicação com a sociedade, particularmente com os pobres e com os jovens. O resultado deste esforço será a maior adesão consciente e lúcida do povo, que evidencia a legitimidade dos Movimentos Sociais e os confirma como sociedade civil organizada.

Desta Plenária Nacional esperamos, como exercício da democracia, o apoio dos Movimentos Sociais que é urgente e indispensável para a Reforma Política no Brasil, mãe de várias outras reformas esperadas pelo povo. Estamos em campanha de conscientização e coleta de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular de Reforma Política Democrática, da Coalizão pela Reforma Política e para o Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva para a Reforma Política no Brasil. Sabemos que só alcançaremos as assinaturas necessárias se nos unirmos. Se nos unirmos, podemos melhorar a política e o Brasil.

Recebam meu fraterno abraço.

Contem com nosso apoio.

Cordialmente,

Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, Bispo Auxiliar de Belo Horizonte, Presidente da Comissão da CNBB que acompanha a Reforma Política". 



Fonte: plebiscitoconstituinte.org.br

O site do Plebiscito Constituinte, plebiscitoconstituinte.org.br, divulgou material com sete razões que nos estimulam a participarmos entre os dias 01 e 07 de setembro do plebiscito popular, dizendo sim a uma Assembleia Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político.

A seguir um resumo das sete razões:

1- A população brasileira não acredita mais em seus representantes políticos e nas instituições políticas do país.

2- As eleições estão sendo decididas pelo poder econômico, que financia campanhas políticas a fim de eleger candidatos comprometidos com seus interesses.

3- É bastante reduzido o número de representantes de trabalhadores, mulheres, negros, indígenas, LGBTs e jovens no Congresso Nacional.

4- Os congressistas, em sua maioria, não querem fazer a reforma política, pois temem perder seus privilégios.

5- Para avançarmos em políticas que visam a melhora da saúde, educação, moradia, democratização da mídia etc., precisamos mudar as regras do jogo político, pois as atuais só servem aos grandes empresários detentores do poder econômico.

6- O povo precisa eleger uma Constituinte com a tarefa exclusiva de fazer a tão sonhada reforma do sistema político brasileiro.


7- A Constituinte é o único caminho que nos possibilitaria a fazermos a reforma política capaz de aprimorar a democracia representativa e aprofundar a democracia direta e participativa com controle social.



Na manhã desta terça-feira, 19, esteve reunida a coordenação do Fórum de Entidades de Remanso. O encontro aconteceu no salão do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Durante o encontro foram discutidos vários temas dentre eles:

1. A remarcação das visitas às comunidades do interior; (para os dias 29 e 30 de setembro, conforme roteiro abaixo:)

Comunidade
Data
Horário
Quem
Transporte
Maravilha
07/09
Manhã
STR, SASOP e Paróquia
STR
Lages
29/09
Tarde
CPT (3);
Paróquia (01);
STR (02);
SASOP (01)
01 Carro CPT
01 Carro SASOP
Ponta da Serra II
29/09
Manhã
Lagoa dos Camilos
29/09
Manhã
Jatobazinho
29/09
Manhã
Negros
29/09
Tarde
Barra
30/09
Manhã
01 Carro CPT
01 Carro SASOP
Salinas Grandes
30/09
Tarde
Xique Xique
30/09
Tarde

2. A Formação da Juventude Rural, que acontecerá nos dias 19 a 21 de setembro com o tema “Cultura”, o qual terá a assessoria de Gogó, e contará com participantes das cidades de Campos Alegre de Lourdes, Pilão Arcado e Remanso.

3. A realização de um Seminário sobre Reforma Agrária e Violência no Campo, previsto para 29 e 30 de agosto, na cidade de Senhor do Bomfim/BA, que contará com a participação de 10 pessoas de nossa cidade.


Para Ildecir Batista, representante paroquial, o encontro foi avaliado como positivo, pois retoma a organização das comunidades de fundo de pasto, bem como, as questões das mineradoras que estão presentes no nosso município. Outro ponto positivo é a formação da nossa juventude rural, com o incentivo a cultivar seus valores culturais, acrescentou.



Membros do Terço dos Homens que ser reúnem no Centro Social, Centro Madre Cabrine e na Igreja de São Francisco no Novo Marcos, participaram do I Encontro Diocesano dos Homens do Terço, que aconteceu o dias 16 e 17 de agosto, no Colégio Paulo VI, em Juazeiro-Ba.

Na abertura foi meditado o Terço e em seguida o Relação Públicas do Nordeste II, Antonio Prado, falou para os presentes e em seguida o Pároco de Santo Afonso, Pe Edinaldo fez uma palestra sobre o tema do encontro: “PROFESSANDO A FÉ EM JESUS, NA CAMINHADA DOS HOMENS DO TERÇO”. A noite terminou com a apresentação do Samba de Véio e da Marujada, do Rodeadouro.

No dia 17 aconteceu a apresentação da estrutura organizacional do Terço dos Homens, com o Vice-Coordenador Nacional, Nivaldo Francisco da Silva, o Alemão. Houve também a escolha dos coordenadores dos quatro núcleos diocesanos do Terço dos Homens e Leno Cesar Pereira Passos, foi eleito para coordenador do núcleo: Remanso, Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes.

Os homens saíram em caminhada do local do encontro para a Catedral Santuário de Nossa Senhora das Grotas, onde o Bispo D. José Geraldo, celebrou a Missa de encerramento.

Participaram do encontro as seguintes paróquias: Nossa Senhora das Grotas-Centro de  Juazeiro, Santo Afonso-Castelo Branco-Juazeiro, Cosme e Damião-Alagadiço-Juazeiro, Santa Terezinha-Piranga-Juazeiro, Nossa Senhora Aparecida-João Paulo II-Juazeiro, Bom Jesus da Boa Morte e São Benedito-Curaçá, São João Batista-Uauá, São José Operário-Casa Nova, São Francisco-Sobradinho e Nossa Senhora do Rosário-Remanso, além da Paróquia de Mirangaba, da Diocese de Senhor do Bomfim.





Pascom de Remanso, com texto e fotos de Nilton Show.


Neste domingo, 17/08, a Sociedade São Vicente de Paulo de Remanso realizou o 1º Encontro dos Jovens Vicentinos com o tema: “Missionários na Caridade”. Participaram do encontro jovens vicentinos das conferências de Remanso, Vila Aparecida e Lagoa d’ Água.

Em sua fala, Irª Cleide, diretora espiritual dos vicentinos em Remanso, expôs algumas atitudes que devem ser assumidas por aquele e aquela que deseja e quer conviver de maneira fraterna consigo mesmo, com as pessoas e com o mundo. Todas estas atitudes são benditas porque aproximam as pessoas que passam a se relacionar de maneira harmoniosa e respeitosa.

1ª Atitude: Ao acordar, agradecer pelo novo dia.
2ª Atitude: Fazer a higiene espiritual, deixando de lado tudo àquilo que nos impede de sermos felizes;
3ª Atitude: pronunciar apenas palavras que sejam capazes de abençoar a vida de alguém e que acrescentem algo de bom para as pessoas;
4ª Atitude: Calar, pois o Senhor nos deu dos ouvidos e uma boca para falarmos menos e escutarmos mais;
5ª Atitude: Erguer a cabeça, pois viver triste não faz parte da vida de um autêntico cristão;
6ª Atitude: Esforçar-se para realizar os projetos e objetivos planejados;
7ª Atitude: Posicionar-se em direção daquele que dá sentido a vida, Jesus Cristo;
8ª Atitude: Orar, porque só assim cultivamos a intimidade com Deus;
9ª Atitude: Crer que o dia será abençoado, pois somos seguidores de Jesus.

Já José Nilton, coordenador de missão da região metropolitana de Recife e Olinda, exortou os presentes no encontro à missão, mostrando que o trabalho dos vicentinos é servir Jesus na pessoa do pobre, pois nele contemplamos Jesus crucificado.

Como cultivar o valor da solidariedade num mundo tão individualista? Para o cristão é assumir a autenticidade do verdadeiro seguidor de Jesus, que é “vivenciar a palavra de Deus a serviço do outro que sofre, no pobre que está lá na periferia da cidade e que talvez não tenha nada para comer”, afirma José Nilton.

Em sua missão, o vicentino dedica toda a sua vida para promover a dignidade da pessoa humana tanto materialmente, quanto espiritualmente. Não é um trabalho apenas assistencialista, mas é um serviço que pretende transformar de modo integral a pessoa e com ela ajudar a construir um mundo mais humano, justo e fraterno. O vicentino é, portanto, “aquele que aparece para fazer” a diferença na vida das pessoas.


Na parte final do encontro, a plenária foi dividida em grupos, que refletiam alguns trechos do Evangelho de Jesus e em seguida partilharam a reflexão em forma de dinâmicas.

1º Encontro dos Jovens Vicentinos - Momento da Apresentação

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
Apresentação do Grupo de Jovens da Comunidade da Vila Aparecida

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
Apresentação do Grupo de Jovens da Comunidade Lagoa D'água

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
Apresentação do Grupo de Jovens da Cidade

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
Apresentação do Grupo de Jovens da Cidade

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
Apresentação do Grupo de Vicentinos

1º Encontro dos Jovens Vicentinos
José Nilton - coordenador de missão da região metropolitana de Recife e Olinda;
Irª Cleide - diretora espiritual dos vicentinos em Remanso.

Irª Cleide - diretora espiritual dos vicentinos em Remanso.


Nas manifestações populares de junho/julho de 2013 ficou clara a insatisfação da grande maioria da população com a maneira de se a fazer política institucional no Brasil. Para ela, as instituições políticas estão se distanciando cada vez mais dos anseios populares e o descredito com a sinceridade e o compromisso dos políticos está aumentando a cada dia.

Várias pesquisas mostraram queda na avaliação positiva de governos municipais, estaduais e do governo federal. Partidos políticos e sindicatos foram ridicularizados nas manifestações, bem como as grandes redes de comunicação social. A justiça foi acusada de ser leniente com a corrupção. Denunciou-se o uso de dinheiro público na construção de estádios para a Copa do Mundo, enquanto a educação, saúde e segurança carecem de mais recursos.

O que fazer para mudar esta realidade? Como melhorar nossas instituições políticas e aproximá-las da vontade popular? Como canalizar toda a insatisfação vista durante as manifestações em propostas concretas que visam garantir e aprofundar as conquistas do povo brasileiro?

Em meio às manifestações, a presidenta do Brasil Dilma Rousseff propôs a ideia de se fazer uma consulta à população para perguntar se ela é a favor ou não de uma Assembleia Constituinte Exclusiva do Sistema Político. Há tempos se discuti no Brasil a proposta do povo eleger uma Assembleia Constituinte cuja missão seria a de fazer a tão necessária e sonhada reforma do sistema político brasileiro.

Esta proposta gera muita celeuma no meio especializado e político. É possível a convocação de uma Assembleia originária com a finalidade única de reformar o sistema político tendo em vista a definição de Poder Constituinte segundo a teoria constitucional clássica? Uns dizem que sim, outros dizem que não. O certo é que a convocação desta assembleia seria uma decisão política, pois como fala Pedro Estevam Serrano, professor de Direito Constitucional da PUC/SP, “ao tratarmos de poder constituinte originário ou de rupturas institucionais estamos fora do âmbito do direito”. Para ele, é possível sim a “existência de uma constituinte originária que trate apenas da reforma política e que seja vinculada às clausulas pétreas da Constituição de 88, em especial aos direitos fundamentais”. Ela seria, no entanto, uma “jabuticaba” por só existir apenas no Brasil.

Devido às pressões, a presidenta, no dia seguinte ao anúncio da proposta da Assembleia Constituinte, teve que recuar. Assim, no mês de setembro de 2013 a Plenária Nacional dos Movimentos Sociais aprovou a realização de um Plebiscito Popular pela Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, cuja realização ocorrerá na Semana da Pátria, entre os dias 01 e 07 de setembro de 2014. A pergunta a ser respondida será: “Você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?

Para viabilizar a divulgação e realização do plebiscito popular constituinte, estão sendo organizados comitês populares em todos os Estados da Federação.  Os municípios que compõem a região do PARECAL (Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes) já contam com comitês populares compostos por entidades apoiadoras do plebiscito popular constituinte.

No dia 21/07 aconteceu no Centro Social de Remanso/BA um encontro envolvendo algumas das entidades que compõem o comitê popular local. O objetivo da reunião foi discutir a reforma política, o plebiscito popular constituinte e a organização do lançamento oficial do comitê no município. A condução do encontro ficou a cargo de Karine, que trabalha no Eixo de Comunicação do IRPAA (Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada). O lançamento oficial do comitê popular aconteceu durante a comemoração do Dia Nacional do Trabalhador Rural ocorrido na sexta-feira, 25/07.

Karine – eixo de comunicação do IRPAA

Na cidade, a reunião do comitê acontece todas as quartas-feiras no Centro Social onde são debatidas propostas de divulgação do plebiscito na sede e nas comunidades da zona rural.

Equipe em reunião no comitê local

Foi criado um programa na Rádio Comunitária Zabelê FM que vai ao ar todas as quintas-feiras às 11h00minh e que trata especificamente do plebiscito e do sistema político brasileiro.

Ana Paula e Elzenir – apresentadoras do programa reforma política já

Umas das estratégias adotadas para a divulgação do plebiscito é aproveitar eventos que acontecem na cidade, bem como o uso dos meios de comunicação, a exemplo do perfil do comitê de Remanso no Facebook, além da própria rádio.

Reunião de pais na Creche São José e perfil no Facebook

Ademais, foram confeccionadas camisas e distribuídos cartazes em vários locais da cidade. O uso do carro de som está previsto para as duas semanas que antecedem a realização do plebiscito.

O lançamento oficial do comitê popular de Campo Alegre de Lourdes ocorreu no dia 30/07 no Sindicato dos Trabalhadores Rurais e contou com o apoio da equipe de Remanso. Na reunião do comitê local do dia 06 de agosto ficou definido que serão realizadas reuniões nas comunidades rurais com a participação de técnicos do IRPAA e de delegados sindicais a fim de esclarecer a população a respeito do plebiscito. Aos sábados, a divulgação da consulta popular será na feira de Campo Alegre com o uso do carro de som. Durante a semana os spots da campanha do plebiscito popular serão divulgados na rádio poste da cidade.

Lançamento do Comitê na cidade de Campo Alegre de Lourdes/BA


Em Pilão Arcado, o comitê popular foi instituído na última quarta-feira, 13/08, durante encontro no Sindicato dos Trabalhadores Rurais que reuniu entidades da sede e da zona rural do município. A equipe de Remanso marcou presença, ajudando no debate sobre a reforma política, o plebiscito constituinte e a organização do comitê. Ficou acordado que as entidades que atuam nas comunidades rurais ficaram encarregadas da divulgação do plebiscito nestas localidades, enquanto que serão feitas reuniões todas as semanas na cidade para discussão das melhores estratégias de divulgação do plebiscito.
blogger