Ações de Convivência com o Semiárido são ampliadas para quase três mil famílias camponesas do norte baiano através de projetos desenvolvidos pelo Irpaa – Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário - Governo Federal. Estas comunidades rurais são dos municípios de Campo Alegre de Lourdes, Sento Sé, Remanso e Pilão Arcado, a mais nova área de atuação do Instituto. As ações são de assessoria técnica e extensão rural para a Convivência com o Semiárido, vinculadas ao Plano Brasil Sem Miséria.

Na tarde desta quarta-feira, 23/04, aconteceu no salão do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Remanso, a apresentação desse Projeto e de toda a equipe que desenvolverá o projeto em Remanso, que tem a proposta de atender 600 famílias das comunidades do interior do nosso município.

As ações são embasadas na necessidade de assessoria técnica apropriada a realidades destas famílias camponesas, principalmente, em cumprimento a Política Nacional de Ater (lei 12.188/2010). Este projeto de Ater iniciou a sua primeira fase em 2013, junto a 2.500 famílias dos municípios de Casa Nova, Curaçá, Canudos, Juazeiro e Sobradinho, somando-se, nesta 2ª etapa às 2.800 famílias, serão mais de 5 mil agricultores/as até 2015 que terão acesso as ações de Ater, com foco na Convivência.

Tiago Pereira, coordenador do Projeto de Ater, avalia que a ampliação da equipe, consequentemente, a chegada a novas comunidades rurais geram expectativas, “ é construir transformação, a partir do acesso a informação, a partir da construção do conhecimento com as famílias, que já vivem a décadas nestas regiões, a partir desse debate da Convivência com o Semiárido”, afirma.

Formação da nova equipe

Para desenvolver este trabalho são cerca de 60 novos/as profissionais (técnicos/as em agropecuária, engenheiros/as agrônomos, assistentes sociais, comunicador social e pedagogos), integrando a equipe de colaboradores/as da Instituição. A maioria destes é oriunda de comunidades rurais destes municípios, integrante do Território Sertão do São Francisco.

De 12 a 16 de abril de 2014, esta equipe, antes de ir a campo, participou de formação geral sobre a proposta da Convivência com o Semiárido desenvolvida pelo Irpaa. Durante este momento, eles/as participaram de discussões sobre várias temáticas, com a mediação das/dos integrantes de cada Eixo de atuação da Instituição (Educação, Produção, Terra, Comunicação, Água e Clima). Relações de gênero, educação contextualizada, democratização da comunicação, a produção de alimentos e criação de animais, tecnologias sociais de acesso à água apropriada para a região, questão agrária, são alguns temas aprofundados durante a formação.
O Plano Brasil Sem Miséria, com foco na inclusão produtiva e acesso a políticas públicas, do Governo Federal, também foi um dos temas da formação. Para o coordenador do Projeto de Ater, é preciso oportunizar este momento com os/as novos colaboradores/as para que tenham uma visão ampla acerca da proposta da Convivência com o Semiárido, principalmente, no que e refere à Política Nacional de Assistência técnica e extensão rural.
Para a engenheira agrônoma, Deise Cristina, que vai integrar ao Projeto, este momento está sendo importante e tem contribuído para ela “ter uma visão mais ampla” sobre a proposta de Convivência com o Semiárido.
Desafios
O maior desafio enfrentado pelas famílias camponesas do Semiárido tem sido a garantia do direito à terra. A partir dos diagnósticos das famílias que estão participando da 1ª fase do projeto, o cenário da questão agrária é desfavorável para a maioria destes agricultores familiares, que muitas vezes não tem terra suficiente para viver.
Diante deste cenário, a fim de embasar e aprofundar os conhecimentos da equipe e a forma de como contribuir com a luta pelo direito a terra, a questão agrária foi muito debatida com os/as novo/as colaboradores/as. Entre os temas aprofundados na formação teve-se a regularização fundiária das comunidades tradicionais de fundo e fecho de pasto e tamanho apropriado da terra para viver na região de clima semiárido.

Com texto da Comunicação Irpaa

E informações da PASCOM

As irmãs de São José de Chambéry da Missão Norte e Nordeste, em nome da comunidade das Irmãs de Remanso e as candidatas ao compromisso de Leigas do Pequeno Projeto (LPP), convida toda a comunidade para a Celebração onde serão admitidas as novas Leigas (LPPs) à consagração.

A Celebração acontecerá dia 26/04 (sábado) às 19h30min no Centro Madre Cabrini.


"Mesmo que haja oposição ou dificuldades vou cumprir com generosidade a vontade de Deus" Max. Cap. XI

A Comissão da Juventude de nossa paroquia promoveu nessa última terça-feira, 15/04, um encontro com alunos da Escola Municipal Ruy Barbosa, onde foi abordado o tema: “O estudante como agente transformador da sociedade”. O encontro foi realizando no salão do Centro Social.

Qual é o papel do estudante enquanto agente transformador da realidade e o que ele quer encontrar na escola?

O aluno consciente de sua responsabilidade enquanto sujeito ativo na construção de uma sociedade melhor quer adquirir na escola conhecimentos que façam com que ele seja capaz de tomar decisões mais conscientes. É na escola que o aluno atua como agente transformador da realidade.

O convite feito pela Comissão da Juventude aos estudantes do 7º e 8ª anos do Colégio Municipal Ruy Barbosa nesta última terça-feira foi a livre participação deles em atividades de formação e conscientização do papel do estudante enquanto agente transformador da realidade a serem desenvolvidas neste ano de 2014. Serão trabalhadas algumas oficinas de formação, em que se privilegiará a articulação entre teoria e prática, isto é, os alunos que irão participar das oficinas adquirirão conhecimentos que serão aplicados em atividades práticas a serem desenvolvidas em sua escola.


A primeira oficina está marcada para os dias 26 e 27 de abril. Nela, trabalharemos o tema “A comunicação na escola”. Salientamos que a equipe do Fórum de Comunicação Sertão do São Francisco irá assessorá esta primeira oficina. Aqui em Remanso, ela encontrará 17 alunos cheios de expectativa e ansiosos em aprender novos conhecimentos. 


Foto (Celular): Tiago
Texto: Michel
Colaborando: Marcos Paulo 

O programa “ritmo Pastoral” desta terça-feira, 15/04, contou com presença das irmãs de São José: Irª Cleide e Irª Ana Maria. Produzido pela equipe da Pascom (Pastoral da Comunicação) e indo ao ar todas às terças-feiras às 18:15 h na rádio comunitária Zabelê FM, o programa o dia 15/04 foi todo ele dedicado a Semana Santa, onde cristãos do mundo inteiro fazem memória da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.

As irmãs falaram sobre o significado das celebrações que são realizadas na quinta-feira, na sexta-feira, no sábado e no domingo da Páscoa de Jesus. Na chamada Missa do “Lava-pés”, a primeira do Tríduo Pascal, a Igreja faz memória da Última Ceia do Senhor, momento em que Jesus instituiu a Eucaristia e ministério sacerdotal. Neste dia, os cristãos celebram a partilha e o serviço, comprometendo-se em assumir em suas vidas o compromisso de nosso Senhor Jesus Cristo, que veio ao mundo para servir aqueles que mais precisam, construindo vida em abundância.

Na missa de sexta-feira, contemplamos o mistério da Morte de Jesus, que por assumir o compromisso de anunciar o Reino de Deus, reino do amor, da inclusão e da justiça, foi vítima de um sistema social, político e religioso que exclui e que mantém os privilégios de uma minoria. Neste dia, refletimos sobre quais atitudes, pensamentos e ações são causadores de morte. A Igreja do Brasil deste ano propõe a reflexão sobre a realidade do Tráfico Humano, que destrói a dignidade da pessoa humana, reduzindo-a a uma simples mercadoria geradora de lucro.

Quantas pessoas na nossa cidade e no mundo inteiro continuam carregando em suas costas as cruzes da injustiça, da discriminação e da falta de oportunidade sob o olhar indiferente de muitos cristãos!

Na missa da “Vigília Pascal”, contemplamos a vitória de Cristo sobre a morte e a certeza de que a vida sempre prevalece. Luz do mundo, Jesus nos ensina que somente o amor partilhado é garantia de dignidade a todos os filhos e filhas de Deus.

Por fim, o domingo da Páscoa do Senhor, dia em que a comunidade dos seguidores de Jesus proclama que Ele ressuscitou e que está no meio de nós. Ora, como nos diz o apóstolo São Paulo, “se Cristo não ressuscitou, vã é a nossa fé” (1Cor 15, 14).

É importante registar também a bela homenagem feita pelo programa à memória de nossa querida Irª. Joana Margarida, que no último dia 13/04 completou-se um ano de sua páscoa. Sabemos que hoje Irª Joana vive junto de Deus, intercedendo pela comunidade de Remanso. 

Em audiência pública realizada na quarta-feira (2), no Senado Federal, o superintendente de Usos Múltiplos e Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas (ANA) Joaquim Gondim falou sobre a Lei das Águas e sobre como a variabilidade nos regimes hidrológicos interferem nas vazões dos rios e sobre os impactos advindos dessa manifestação natural. A audiência pública foi promovida a convite do senador Antônio Carlos Valadares, presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado, com o objetivo de se debater a redução da vazão do rio São Francisco, entre outros pontos.

A ANA autorizou a manutenção da redução temporária da descarga mínima defluente dos reservatórios de Sobradinho e Xingó, no rio São Francisco, de 1.300 m3/s para 1.100 m3/s até o dia 30 de abril próximo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de 27 de março passado e levou em consideração a importância dos reservatórios de Sobradinho, Itaparica (Luiz Gonzaga), Apolônio Sales (Moxotó), Complexo Paulo Afonso e Xingó para a produção de energia do Sistema Nordeste e para o atendimento dos usos múltiplos da bacia hidrográfica. A medida da Agência também foi motivada pelo menor volume de chuvas na região nos últimos anos que tem resultado em baixos níveis do rio São Francisco. O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBH-SF) e o Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas manifestaram preocupação com a situação local.

Diante da preocupação com o baixo volume atual do rio São Francisco e da proximidade do final do período chuvoso, que termina em abril, o superintendente da ANA manifestou a importância da intervenção humana visando a regularização das águas e seus usos múltiplos face aos eventos climáticos que vêm ocorrendo com maior frequência e intensidade e alteram, por exemplo, o regime de chuvas da região. Segundo Gondim, a atuação das instituições e dos colegiados ligados aos recursos hídricos permite a tomada de decisão de forma equacionada, visando garantir o preconizado na Lei nº 9.433/97, que garante a prioridade para o abastecimento humano e para a dessedentação de animais em situações de escassez. "Se nós usássemos a água de uma maneira continuada, de uma maneira constante, teríamos que usar água somente pensando na quantidade que estaria disponível nos períodos secos, porque essa que era a [água] garantida", explicou o Superintendente da ANA.

Além do representante da ANA e do presidente da CDR, estiveram presentes representantes da Chesf, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBH-SF), da Companhia e Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf) e do Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas.


Fonte: ANA

A paróquia Nossa Senhora do Rosário elaborou uma programação especial para você e sua família que vão participar das celebrações da Semana Santa, entre os dias 13 e 20 de abril. A semana será marcada por missas, procissões, Via-Sacra e momentos de espiritualidade.

Confira na íntegra programação para a Semana Santa na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário:

09/04 – QUARTA-FEIRA
19h30
Confissão Comunitária com Jovens
13/04 - DOMINGO DE RAMOS
07h
Bênção dos Ramos / Santa Missa
10h
Celebração com as crianças
19h30
Bênção de Ramos / Procissão (saindo próximo à Quadra de Esportes – Av. Beira Lago) / Celebração da Santa Missa (na Praça da Matriz)
14/04- SEGUNDA FEIRA SANTA
19h30
Confissão Comunitária com mulheres
15/04- TERÇA FEIRA SANTA
19h30
Recitação do Terço com meditação dos Mistérios Dolorosos
16/04 - QUARTA FEIRA SANTA
19h30
Confissão Comunitária com homens
17/03 - QUINTA FEIRA SANTA
(Início do Tríduo Pascal)
19h30
Santa Ceia do Senhor / Cerimônia do lava-pés / Adoração do Santíssimo (no Centro Social)
18/04 – SEXTA FEIRA SANTA
06h
Via Sacra (saindo da Igreja Matriz com destino ao Cemitério local)
15:00h
Reza do Terço da Misericórdia (Rádio Comunitária Zabelê FM)
19h
Celebração da Paixão do Senhor
Procissão das 7 dores de Nossa Senhora
19/04 - SÁBADO SANTO
(Solene vigília da Ressurreição do Senhor)
20h
Benção do Fogo Novo
Procissão da Luz
Proclamação Solene da Páscoa do Senhor
Benção da Água
Renovação das Promessas do Batismo
Celebração Eucarística
20/04 - DOMINGO DE PÁSCOA
(Ressurreição do Senhor)
10h
Missa Solene da Páscoa (com as crianças) / Batizados
19h30
Missa Solene da Páscoa (com toda comunidade (Praça da Matriz))


PROGRAMAÇÃO PARA ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO

QUINTA-FEIRA SANTA

CENTRO SOCIAL

21:00h às 22:00h

Legião de Maria / Rosário Permanente / Vicentinos / Carismáticos / Pastoral Carcerária / Ornamentação / Coral Santa Cecília

22:00h às 23:00h

Agentes do Dízimo / Pastoral do Batismo / Ministros da Eucaristia / Pastoral da Criança / Centros Comunitários

23:00h às 00:00h

Grupos Casais com Cristo – ECC / Coral da Família

OFÍCIO DIVINO DA PAIXÃO DO SENHOR

SEXTA-FEIRA SANTA

CAPELA DA CRECHE SÃO JOSÉ

09:00h às 10:00h

Grupo de Idosos / Pastoral da Pessoa Idosa

10:00h às 11:00h

Pastoral Catequética (Catequistas e Catequisandos) /  Jovens / Recepcionistas / Acólitos / Coral Ir. Joana / Coral Revivendo em Cristo / Coral Unidos pela Fé

11:00h às 12:00h

AA / Grupos Terço dos Homens (1 e 2)

Toda comunidade é convidada a participar.
blogger

PROGRAMA RITMO PASTORAL - Rádio Comunitária Zabelê FM - 87.9 - Das 18:15 às 19h