ELEITA A NOVA DIRETORIA DO INSTITUTO MARIAMA

14:17 - Não comentado


Padre Jorge Axé, dadiocese de Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ), é o novo presidente do Instituto Mariama.Ele foi eleito por ocasião do 23º Encontro dos bispos, padres e diáconos negrose solidários membros do Instituto Mariama (IMA), que aconteceu nesta semana,dias 25 a 28, em São Mateus, no Espírito Santo.
Para avice-presidência foi eleito o bispo de Guarapuava (PR), dom Antônio Wagner daSilva e tesoureiro o padre Omar da Silva, da diocese de Osasco (SP). Já osecretário eleito foi o padre  Guanair da Silva Santos , da arquidiocesede Juiz de Fora (MG).
Este foi o 23ºencontro do IMA e teve como tema “Bispos, padres e diáconos negros consagradosa Jesus Cristo, para evangelizar”. A escolha de São Mateus para sediar a reuniãodos religiosos negros tem uma explicação. “A escolha de São Mateus se deve àrelevância histórica da região para os afro-brasileiros”, explica o assessor daPastoral Afro-brasileira da CNBB, padre Ari Antônio dos Reis. “O porto de SãoMateus foi último que acolheu os escravos negros no Brasil”, completa.
Uma missa presididapelo bispo de Guarapuava (PR), dom Antônio Wagner da Silva, abriu o encontro. Ogrupo fez uma leitura da realidade tendo como referência a vida dosafro-brasileiros nos últimos anos. A história do Instituto Mariama também foicontada num painel que assinalou suas conquistas. O grupo também escutourelatos sobre a história da região de São Mateus, especialmente os fatostocantes a vida dos afro-brasileiros que ali chegaram. Houve, ainda, um momentode “recolhimento” orientado pelo arcebispo emérito de João Pessoa (PB), domJosé Maria Pires.
Os participantes do encontroaprovaram uma Carta em que destacam os principais temas discutidos na reunião.
Mensagem da XXIII Assembléia do IMA
Leia a Mensagem da XXIII Assembléia do IMA

Reunidosem São Mateus-ES, nos dias 25 a 29 de julho de 2011 nós, bispos, presbíteros ediáconos negros, vimos por meio desta manifestar-nos à Igreja e à Sociedade.
Fomosacolhidos com grande alegria e espírito fraterno nesta terra rica na tradiçãoafro-brasileira, pelo bispo diocesano Dom Zanonni Dementtino  Castro, seu clero e seu povo.
Oencontro teve como tema “bispos, padres ediáconos negros consagrados a Jesus Cristo para evangelizar”.
 Uma leitura da conjuntura social revelou aosparticipantes a necessidade de intensificarmos e aprofundar a nossa missãoenquanto presbíteros negros. Fomos consagrados a Jesus para evangelizar e, naperspectiva do Documento de Aparecida(DAp 96) , assumimos a tarefa de revigoraro protagonismo do povo negro na Igreja e na sociedade.
Osirmãos presbíteros partilharam a história, as conquistas e os desafios que seapresentam nas suas atividades pastorais. No diálogo sobre a história de 23anos do Instituto Mariama – IMA, tomamos conhecimento de uma caminhada marcadapela ousadia dos fundadores, a persistência dos membros atuais e a esperançaque deve nos animar. Temos o desafio de continuar a missão enquanto presbíterosafro-brasileiros. Viu-se a necessidade de reformulação do Estatuto que rege oInstituto para nos adequar às demandas da atualidade.
Ahistória da região de São Mateus revela a dor e o sofrimento dos povosindígenas e descendentes de africanos; os primeiros, massacrados peloscolonizadores, os segundos desrespeitados na sua dignidade devido ao flagelo daescravidão. Lembrou-se que, em São Mateus, aportou o último navio trazendoafricanos escravizados.  Contudo aresistência destes povos permitiu um legado valioso não só para a região comopara toda a nação. A tradição cultural dos Quilombolas e a luta pelatitularização de suas terras é reconhecida no Estado e no país.
 Fomos enriquecidos pelo testemunho e partilhado bispo emérito de São Mateus Dom Aldo Gerna que relatou os anos de pastoreio,marcado pela sua sensibilidade e apoio a causa dos empobrecidos. O seuincentivo as redes de comunidades eclesiais é reconhecido e revela umaeclesiologia de comunhão à luz Vaticano II, com rosto latino americano.
Nomomento de espiritualidade refletimos a importância da evangelizaçãocaracterizada pelo testemunho cristão e compromisso com os pobres. Dom JoséMaria Pires (Dom Zumbi), arcebispo emérito da Paraíba, insistiu que dar a boanoticia implica levar as pessoas a serem capazes de sentir a presença de Deusatravés do nosso testemunho – “ai de mim se não evangelizar” (1Cor, 9,16).
Celebramosa eucaristia em diferentes comunidades. Foram momentos ricos de partilha etroca de informações com a população quilombola da diocese.
 Voltamos para as nossas atividades pastoraisfortalecidos no compromisso presbiteral e com a certeza da profundidade destesmomentos de encontro e partilha da vida, enquanto presbíteros. Bispos ediáconos negros.
Rogamosas bênçãos da Mãe Aparecida a todo o povo brasileiro, neste ano dedicado aopovo afrodescendente!
Membrosdo Instituto Mariama

  • Compartilhe este post:

Administração

Pastoral da Comunicação - Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Remanso/BA - Diocese de Juazeiro/BA

Recent Posts

0 comentários:

ATENÇÃO:

Deixe aqui seu comentário. Fique à vontade para opinar ou somente dizer o que achou do artigo!

Proibido deixar dados pessoais como Email, MSN, Telefone, Endereço, etc.
Por favor não use palavras agressivas.
Não faça Spam.

Boletim informativo

Cadastre-se agora para receber as últimas notícias de nosso site!

Powered by Blogger.
back to top