MÊS DE MAIO: MÊS DE MARIA. MÊS DAS MÃES

14:25 - Não comentado



Neste mês de maio somos convidados a vivermos o amor de Maria, recordando com Ela, o dia das mães. Somos, por Ela, convidados a descobrir a riqueza da mulher no Plano de Deus em nossa vida e na vida da Igreja. Somos chamados a descobrir porque nós cristãos amamos Maria como Mãe de Jesus, nossa Mãe e Mãe da Igreja.

A presença de Maria é preanunciada em Gêneses 3, 15 quando Deus fala que uma mulher “calcaria a cabeça da serpente” vencendo o mal. Isaias a anuncia como a “virgem que nos traria o Salvador da humanidade” (Is 7,14). Deus, através do anjo Gabriel a saúda dizendo: Ave Maria, cheia de graça, o Senhor está contigo, bendito é o fruto do teu ventre, Jesus”(Lc 1,28s). Isabel a reconhece como a Mãe do Salvador “Donde me vem a honra de receber a Mãe de meu Salvador” (Lc 1,43) e profetiza que Maria “Seria a bendita de todas as gerações” (Lc 1,48).

Maria é presença em nossas vidas, na vida de nossas famílias. O Mês católico de Maria é também o mês das mães que, mesmo para quem não compartilha nossa fé católica parece impossível não ver na mãe do Filho de Deus os traços humanos de nossa própria mãe: seu amor incondicional, sua ternura inefável, seu olhar afetuoso que aquece nossos corações. Maria não é apenas mãe, Maria foi a mulher que gerou e educou o Salvador e Redentor do mundo, que amamentou e que acompanhou Jesus, seu filho amado, ao longo da vida, da gestação até sua morte e ressurreição. Lembremos que foi o próprio Cristo que ao pé da cruz, nos momentos finais de sua vida a entregou como a Mãe de toda a humanidade “Mãe, eis ali teu filho, filho eis ali tua Mãe” (Jo 19,26). Maria se fez presença no Pentecostes, na Igreja nascente e através de toda a história dos dois mil anos do cristianismo.

Sem dúvida, Maria se encontra no coração de Deus Pai, no coração e na vida de Jesus, no coração da Igreja e dos povos. Sua presença na Igreja e na humanidade nos é conhecida.

O mistério da encarnação do “Verbum” de Deus – seu Filho divino que é sua “Palavra” – se atualiza em cada nova geração nos ventres generosos de todas as mães espalhadas por todos os recantos da Terra. Em cada nova concepção a Humanidade celebra a fidelidade amorosa de Deus Pai que continua a ter “esperança” em nós.

Para Jesus nossa gratidão por nos ter dado sua Mãe como Mãe da Igreja e nossa Mãe. Na passagem do dia das mães, para nossas mães terrenas que nos geraram para a vida, para o amor, para a fé, para a Igreja e para Deus, nossa mais sincera gratidão e preces.

Feliz e abençoado dia das mães.




Bibliografia:
Revista Ecclesia, Ano 2, nº 09 Abril/Maio 2012

Padre Evaristo Debiasi 
Assistente Eclesiásitco da Ajuda à Igreja que Sofre Brasil
Fonte: 
http://www.aisbrasil.org.br



  • Compartilhe este post:

Administração

Pastoral da Comunicação - Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Remanso/BA - Diocese de Juazeiro/BA

Recent Posts

0 comentários:

ATENÇÃO:

Deixe aqui seu comentário. Fique à vontade para opinar ou somente dizer o que achou do artigo!

Proibido deixar dados pessoais como Email, MSN, Telefone, Endereço, etc.
Por favor não use palavras agressivas.
Não faça Spam.

Boletim informativo

Cadastre-se agora para receber as últimas notícias de nosso site!

Powered by Blogger.
back to top