‘‘SE NÃO PODE SER ESTRELA SEJA AO MENOS VAGALUME’’

15:26 - 1 comentário


A comunidade reunida na Santa Missa da manhã deste domingo, 03/08, rendeu graças a Deus pelo centenário de Monsenhor Félix Antunes de Sousa, filho de Remanso, nascido do Sr. Marcolino e da D. Agostinha. Participou desta Celebração Eucarística um grupo de peregrinos da paróquia de Senhora Sant’Ana, município de Santana – BA, cidade que acolheu Monsenhor Félix durante vários anos até o dia de sua passagem em 07 de agosto de 2008.

Monsenhor Félix “foi um dos grandes pilares da educação de Santana e região circunvizinha e, preocupado com o ser humano em sua totalidade, corpo, espírito e vida social, fez do sertão a sua terra e de seus habitantes seus filhos diletos”, relata os paroquianos de Santana, herdeiros do grande legado deixado por este educador a serviço do Reino de Deus. Por ser fundador do Educandário Diocesano Sant’Ana e co-fundador da Congregação das Filhas de Nossa Senhora de Fátima, Monsenhor Félix é considerado grande mestre, educador e evangelizador por excelência, que dou sua vida a serviço do Reino de Deus, anunciando a Boa Nova de Jesus Cristo e semeando a paz entre as pessoas.

Irª Geruza da Congregação das Filhas de Nossa Senhora de Fátima afirma que os paroquianos de Santana foram “agraciados pelo Senhor da História por ter podido conviver com este homem tão simples, humilde, discreto e ao mesmo tempo tão sábio e fiel ao projeto de Deus”.

Jesus Cristo no Evangelho deste domingo (Mt. 14, 1-12) nos pede para estarmos sempre atentos às necessidades do povo e ir ao encontro dele, partilhando tudo que temos e somos como o próprio Cristo fez (Mt. 14, 14). Ora, Monsenhor Félix de fato ouviu o Mestre, pois, segundo Irª Geruza, “viveu atento à realidade do seu povo, tanto no que diz respeito [às suas] necessidades básicas de sobrevivência, quanto ao [seu] desenvolvimento intelectual, profissional, humano e cristão”.

De acordo com José Nazaú, historiador do município de Santana, “Monsenhor Félix fez tudo que nos fala a lei e o Evangelho. Ele em várias ocasiões se retirava para buscar forças para levar adiante a missão evangelizadora de partilha e continuar seu sacerdócio”. Já Dona Mariza Muniz, escritora e fundadora do Museu do Sertão em Remanso e que morou em Santana e estudou com Monsenhor Félix no Educandário Diocesano, agradece a Deus por ter convivido com Pe. Félix, que tanto contribuiu para sua formação cristã e cidadã.


Entre os dias 07 e 09 de agosto haverá em Santana/BA o tríduo em preparação para a grande festa do dia 10 que comemorará o centenário de vida de Monsenhor Félix, que com sua vida ensinou a todos que o conheceram aquilo que ele não cansava de dizer: “se não pode ser estrela seja ao menos vagalume, contanto que ilumine o caminho por onde passar”.

 
 

  • Compartilhe este post:

Administração

Pastoral da Comunicação - Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Remanso/BA - Diocese de Juazeiro/BA

Recent Posts

Um comentário:

  1. Foi uma graça de Deus pisar no solo deste chão permeado de história, que inquieta e ao mesmo tempo acalenta o nosso coração, por perceber neste povo de Remanso a coragem de recomeçar sempre, para fazer memória de um de seus filhos, que para nós santanenses é exemplo de vida e obediência ao querer de Deus.
    Obrigada Paróquia Nossa Senhora do Rosário pela acolhida tão calorosa.

    Representantes da Paróquia Senhora Sant'Ana - Santana /Ba

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:

Deixe aqui seu comentário. Fique à vontade para opinar ou somente dizer o que achou do artigo!

Proibido deixar dados pessoais como Email, MSN, Telefone, Endereço, etc.
Por favor não use palavras agressivas.
Não faça Spam.

Boletim informativo

Cadastre-se agora para receber as últimas notícias de nosso site!

Powered by Blogger.
back to top