Paróquia de Remanso realiza Assembleia Paroquial 2017

18:31 - Não comentado


Aconteceu entre os dias 15 e 17 de fevereiro a Assembleia Paroquial, com o objetivo de iniciar o estudo sobre o tema da Campanha da Fraternidade de 2017, de apresentar as prioridades e atividades delineadas na Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada no mês de novembro do ano de 2016, e de definir ações que devem ser trabalhadas na paróquia de Remanso neste ano, tendo em vista a CF 2017. Por fim, o padre José Benedito falou sobre o Conselho Paroquial, cujos membros serão eleitos levando em consideração as várias representações da paróquia Nossa Senhora do Rosário manifestadas em suas pastorais, movimentos e comunidades.

No primeiro dia, Hérbet Fabiano, colaborador da Pastoral da Comunicação de Remanso (PASCOM), expôs os objetivos da Campanha da Fraternidade. Em primeiro lugar, ele lembrou o motivo pelo qual a CNBB, todos os anos, propõe a reflexão e a prática da campanha durante o período da Quaresma. A apresentação do texto-base da CF 2017 diz: “todos os anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão quaresmal, como itinerário do cultivo e do cuidado comunitário e social”. Dessa forma, refletir o tema da campanha e comprometer-se em cumprir seus objetivos específicos é uma oportunidade de fortalecer a fé no Deus da Vida, praticando os valores da Boa-Nova anunciada por Jesus Cristo, sobretudo no tempo da Quaresma, tempo que convoca à conversão.

Neste ano, a o tema da CF é Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida e o lema: Cuidar e guardar a criação. Seu objetivo geral consiste em: “cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”.

Após a exposição do objetivo geral e dos objetivos específicos da CF 2017, o colaborador da ONG Serviços de Assessoria a Organizações Populares Rurais (SASOP), Marcos, falou sobre os biomas brasileiros, especialmente da caatinga. Lembrou que “o Brasil ainda possui uma grande biodiversidade”, porém devemos cuidar dela, pois ela vem sofrendo um constante processo de degradação. “A biodiversidade pode ser qualificada pela diversidade em ecossistemas, em espécies, em endemismos e em patrimônio genético”, afirmou o colaborador do SASOP.

A caatinga ocupa em torno de 13% do território do Brasil. Nela existem várias espécies de animais e plantas que lhe são exclusivas, como, por exemplo, o umbuzeiro. É uma região que chove em média 700 mm por ano, ou seja, é uma região marcada por pouca chuva e, principalmente, pela irregularidade das chuvas.

Marcos destacou que para viver bem no semiárido é preciso, antes de tudo, conhecer as características da região. Por fim, convidou a todos a fazerem uma avaliação do que se é consumido nos supermercados, pois muitos desses produtos são provenientes do agronegócio, que cultiva os alimentos sem a preocupação com a preservação do meio ambiente.

No segundo dia de assembleia, o colaborador da Pascom de Remanso e membro do Conselho Diocesano de Pastoral (CDP), Marcos Paulo, apresentou as prioridades e atividades, assumidas em nível diocesano na última Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada entre os dias 04 e 06 de novembro de 2016 (ver aqui).

Após a apresentação das prioridades e atividades da Diocese de Juazeiro, foi proposta a realização de uma atividade em grupo, onde cada um discutiria e apresentaria duas ações para serem trabalhadas neste ano junto à comunidade de Remanso, à luz do tema da Campanha da Fraternidade.  Foram essas as ações apresentadas por cada grupo:

a)                          Juazeiro: - Buscar caminhos para inserir mais pessoas nos grupos da Igreja; - Uma vez no mês, pelo menos, ter um estudo sobre a Doutrina Social da Igreja (DSI); - Trabalhar as prioridades nos vários espaços em que as pessoas estão inseridas.

b)                          Caroá: - Reativar os grupos de jovens, através de encontros (encontrões) que envolvam a participação de várias entidades da cidade (por exemplo, aquelas que trabalham com a prevenção e tratamento de pessoas vítimas das drogas); - Plantar sementes em espaços do município (zona urbana e zona rural).

c)                           Xique-Xique: - Modificar o roteiro das Vias Sacras, contextualizando-o com o nosso bioma (caatinga); - Fazer trabalhos de conscientização junto à população.

d)                          Umbuzeiro: - Ação comunitária (Dia D) de limpeza e preservação das margens do Rio São Francisco (também com plantio de árvores); - Montar stands, durante os eventos que acontecem no município, para distribuir sementes; - Formar uma equipe responsável pela produção de material sobre a preservação do meio ambiente e que seria distribuído nas escolas;

e)                          Palma: - Reativar a Pastoral da Visitação, realizando visitas às famílias, onde seria feita a conscientização das pessoas sobre a preservação do meio ambiente e o saneamento básico; - Incentivar o reflorestamento em vários espaços da cidade.

f)                            Aroeira: - Mobilização pelo Dia D para atingir vários públicos (escolas e entidades) pela preservação das margens do Rio São Francisco; - Plantar uma árvore na Prainha; - Criação de um site para denúncia sobre o mau uso da água e degradação do meio ambiente.

Diante dessas ações foram feitas as seguintes observações: plantar e replantar sementes de plantas do bioma caatinga nos vários bairros da cidade é uma ação positiva, porém possui limites, pois muitas vezes as sementes são plantadas e, posteriormente, abandonadas.  Por isso, precisaria, antes de tudo, um trabalho de conscientização junto à população, mostrando que ela tem o dever de assumir a responsabilidade de cuidar dessas sementes que serão plantadas. Esse projeto, para ter êxito, exigiria a participação dos vários grupos da paróquia, outras igrejas, membros de outras religiões, grupos da sociedade civil e dos poderes públicos. A ação e a articulação desses grupos seriam feitas por uma equipe.

Levantadas essas observações, foi montada uma equipe com a incumbência de discutir as atividades de conscientização ambiental e a articulação dos grupos que ajudariam na realização do trabalho de plantio das sementes. A equipe é composta por: Edson, Alex Gonçalves, Rosana e Lize.


Além dessa equipe, foram montadas mais duas para trabalhar as prioridades Juventudes e Doutrina Social da Igreja nos próximos três anos na paróquia Nossa Senhora do Rosário de Remanso. A primeira é composta por: Railson, Alessandro, Rosana e Tiago e a segunda por: Alex Gonçalves, Marcos Paulo e Hérbet Fabiano. Já o trabalho da equipe da Via Sacra deverá, quando necessário, fazer algumas modificações no roteiro da Via Sacra, contextualizando-o com o nosso bioma (caatinga).




Com informações PASCOM



  • Compartilhe este post:

Administração

Pastoral da Comunicação - Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Remanso/BA - Diocese de Juazeiro/BA

Recent Posts

0 comentários:

ATENÇÃO:

Deixe aqui seu comentário. Fique à vontade para opinar ou somente dizer o que achou do artigo!

Proibido deixar dados pessoais como Email, MSN, Telefone, Endereço, etc.
Por favor não use palavras agressivas.
Não faça Spam.

Boletim informativo

Cadastre-se agora para receber as últimas notícias de nosso site!

Powered by Blogger.
back to top